quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Extrema Unção (curta nacional)

Felipe M. Guerra está envelhecendo, isso é fato. Mas está sabendo envelhecer, como comprova seu novo trabalho como diretor. O curta de terror “Extrema Unção” (2010) é muito mais contido do que seus divertidos trabalhos anteriores, mostrando mais elegância que suas habituais produções trash - mas sem perder, com isso, no quesito diversão.

Se em “Entrei em Pânico ao Saber o que Vocês Fizeram na Sexta-Feira 13 do Verão Passado” e em “Canibais e Solidão” o que mais chamava atenção era o sangue espirrando e as vísceras à mostra, “Extrema Unção” não tem uma gota do líquido vermelho, preferindo focar no terror psicológico e no sobrenatural.

Mas o ator Rodrigo M. Guerra, irmão e habitual parceiro do diretor, faz um trabalho que comparo ao de Bruce Campbell na série Evil Dead: dono de um carisma e uma comicidade naturais, ele acaba expressando humor mesmo estando em uma história assustadora. E o resto do elenco, formado pela senhora Oldina Cerutti do Monte, avó do cineasta, e Leandro Facchini, parece ter sido escolhido a dedo depois de suas surpreendentes atuações em Canibais e Solidão.

Sempre aproveitando para fazer experimentações com a câmera, a trilha sonora e a montagem, Felipe M. Guerra acaba apresentando um trabalho de transição entre o que ele vinha fazendo e o que deverá vir a fazer no futuro. Mostra-se mais competente em vários aspectos, mas não perde aquela energia que fez com que suas produções, todas realizadas com pouquíssimos recursos, sempre fossem tão divertidas.

Palmas também para a direção de arte, que trouxe cuidadosamente vários detalhes da casa de uma pessoa idosa e religiosa, como os quadros de Jesus e outros artefatos religiosos – que dentro do contexto do curta ganham ares amedrontadores.

Se eu tivesse que reclamar de algo, eu o faria com relação ao roteiro. Achei a primeira parte um tanto expositiva demais, e algumas situações me lembraram dezenas de filmes que já assisti. Porém, o fato de o protagonista nunca falar enquanto está sozinho já compensa o primeiro ponto, pois deu ares mais realistas à situação. E afinal, este tipo de filme precisa ser assim mesmo, com defeitos, para tornar-se um verdadeiro representante do segmento. E, apesar de eu não ter gostado tanto da conclusão do curta, admito que ela foi inesperada.

Enfim, estou aguardando ansiosamente pelo próximo filme do Felipe. E que não demore mais anos e anos para isso acontecer!

Assista Extrema Unção no Youtube:
PARTE 1
http://www.youtube.com/watch?v=2id068XFmsY
PARTE 2
http://www.youtube.com/watch?v=UGiFLt6Y2f0



Um comentário: